Uma vida para sempre de Simone Taietti

00:31

Heeey, como vocês estão? Preparados para mais uma resenha que apertou meu coração? Vamos lá! Uma vida para sempre foi escrita pela Simone Taietti, autora nacional, agradeço muito pela Simone por ter aceitado a parceria, ao terminar o livro senti que eu precisava ter lido esse livro, não sei se já falei para vocês, eu estou começando uma mania em ler livros que crianças, jovens tem câncer, acidentes, lutas pela vida, qualquer livro que vou ler a sinopse e fala que o personagem tem câncer e blá blá blá já quero ler o livro, comigo está acontecendo isso! Será que gravo vídeo mostrando os livros que falam sobre isso? hahaha


Sinopse: Uma vida para sempre - Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.


Conhecemos Ethel, uma adolescente de 17 anos, ela tem CIPA (Insensibilidade Congênita á Dor com Anidrose) quis disser que ela é incapaz de sentir dor e suar, não sente absolutamente nada, se enfiar uma faca do braço dela, vai sangrar, mas ela não vai sentir dor. Seu corpo também não processa a temperatura, sua mãe Edite (professora universitária) sufoca Ethel com proteção tem dias que ela vai acordar e precisa ficar nua para ver se tem algum machucado em seu corpo. Edite não ouve Ethel e também não queria que ela fizesse amigos no hospital e com isso ela fica irritada, fazendo coisas escondido de sua mãe.
Ethel descobre pela pesquisa quem tem essa doença morre jovem, pode morrer em qualquer momento porque não sente a dor antes de falecer, com isso ela diz que está morrendo. Vai para o hospital duas vezes por semana fazer fisioterapia por causa de articulações. 

Ethel tem amigos no hospital que sua mãe não sabia, ela dá valor para as pessoas, tem uma ligação grande com elas, ao descobrir que seu amigo Max de oito anos faleceu alguns dias atrás e ela fica chocada, passando um tempo no quarto onde Max ficava ela acabou conhecendo Vitor, um jovem de 19 anos que tem LMA (Leucemia Mieloide Aguda), amizade entre eles cresceu muito, Vitor precisava ficar internado do hospital e Ethel é única que visitava Vitor (tirando seus pais). Ethel e Vitor se aproximam muito fácil, com as conversas de Ethel conquistou Vitor, ela passa maior parte do tempo ao lado dele.
Gertrud uma senhora de 81 anos que tem poucos tempos de vida é uma grande amiga de Ethel, a Catarina é amiga de infância, mas de uma hora para outra acabaram se afastando por causa da rotina de Ethel e ela tinha que trazer sua amiga Catarina de volta.





















O livro é como um diário de Ethel, cada capitulo são os dias que ela compartilhava, nos convida para entrar do mundo de esperança e lutas, a história não só mostrou a rotina de uma adolescente com doença, ela compartilhava com as pessoas as felicidades que tinham que aproveitar enquanto está vivo, aproveitar cada dia como se fosse o último, porque a morte não avisa quando chega, ela também falava sobre a morte com os amigos (ex: queria ser enterrado ou cremado?). Ethel é uma menina forte, não tem medo de enfrentar, ela aproveita seus dias como se fosse o último, para ela as amizades não importam a idade, tinha um amigo de oito anos e grande amiga de 81 anos, o que importa é a alegria e felicidade que as pessoas podem trazer para iluminar a vida das pessoas que precisam.

"Dizem que o tempo cura as feridas, mas eu não concordo muito com isso. Ele apenas ameniza, ao passo que a cicatriz continua ali, lembrando-nos de tudo."

"Eu preciso de alguém que me ajude a lutar e não que tente a todo momento me tirar da linha de frente da batalha."





















O final da história rasgou meu coração em pedaços (tentando não dar spoiler!!), é impossível não segurar o choro. A história pode se lembrar de A Culpa é das Estrelas, mas confesso que Uma vida para Sempre é bem melhor, vocês podem pensar que todos os livros devem ser iguais (câncer, hospitais, amores), mas cada livro traz uma mensagem maravilhosa, crianças, adolescentes, jovens, falam de como vejam o mundo, ver o lado da vida das pessoas que vivem no hospital, reclamar menos da vida, cada livro nos toca pelas palavras. Por isso eu sempre quero ler mais livros!! Por um tempo fiquei pensando e sentindo orgulhosa dos autores brasileiros que estão colocando ideia da mente para o papel, esse livro foi o único que chorei demais, simplesmente tocante e lindo <3 Quando ouvi falar do livro, amei a capa logo de cara, assim fui procurar para saber do que se tratava, a diagramação dentro do livro é simples que leva jeito em deixar o livro fofo, a combinação das cores da capa me conquistou, tudo feito com muito amor e carinho <3

"Como é confuso tudo isso. Uma hora alguém está aqui e em outra hora já não está mais. E não importa o quanto lidemos com a expectativa de morte todos os dias, ela sempre prega peças e nos arranca pedaços."

"Você tem uma lista de coisas a fazer antes de morrer? Caso não tenha, deveria começar a pensar nisso... "

Editora: Novo Século
Páginas: 352
Ano de Lançamento: 2014

Classificação: ★★★★★  

Espero que tenham gostado da resenha ~grande~ haha, querem um vídeo eu mostrando os livros sobre esse assunto? Deixe um comentário abaixo! Fiquem com Deus *-*
Acompanhe nas redes sociais 








Veja Também

24 comentários

  1. Oi Amanda, tudo bem? (:

    Também tenho parceria com essa autora e estou lendo-o atualmente... e já sinto que esse será um daqueles livros que você se envolve profundamente com toda a história e o personagens e olha que nem estou na metade! haha'

    O fato de você ter dito que o final "te destrui" assim só me faz tentar me preparar psicologicamente! kkkk'

    Amei as fotos na resenha, de verdade. Ficou super charmoso *-*

    Beijos! ;*
    ||Letras Eternas||

    ResponderExcluir
  2. Quase não leio autores nacionais. Acho que isso se deve ao fato de terem poucas divulgações. Tenho os clássicos em casa e alguns livros do André Vianco que conheci e gostei porque ele escreve sobre minhas criaturas místicas favoritos. Fiquei muito feliz com sua resenha por ter me dado a oportunidade de conhecer mais uma autora brasileira. E isso é ótimo. A resenha está muito bem escrita, e isso fez com que queira ler o livro. Estão mais um pra wishlist.
    Beijo.
    Http://www.livricios.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu também gosto de ler livros nesse estilo porque eles além de trazerem uma mensagem muito bonita, eles sempre me fazer refletir e agradecer por ser um a pessoa saudável e aprender a reclamar menos da vida também!
    Achei a história de Uma Vida Para Sempre muito linda e fiquei com muita vontade de realizar essa leitura.
    A capa do livro está linda também! Adorei as cores *-*.
    Faça o vídeo sim! Adorarei assisti-lo.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda, tudo bom?
    Bem, tenho que confessar que assim como você, eu adoro livros nessa pegada e bem, eu não conhecia este. Assim que abri seu blog já fiquei encantada com a capa (as fotos estão lindas, por sinal ^^) e depois que você disse que é melhor que a culpa é das estrelas, bem, preciso ler! Adoro histórias tocantes e com lições para levar para vida e claro, que me fazem chorar no final rs
    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  5. Minha querida primeiramente tenho que te dar os parabéns pela sua resenha, porque como sempre você se expressa muito bem e dá para sentir o quanto você curtiu a leitura. Eu já vi várias pessoas comentando muito bem desse livro, mas eu ainda estou com receio de fazer a leitura, seilá, acho porque eu estou muito focada nos romances, mas mesmo assim eu ainda irei conferir a história, porque deve nos passar uma lição de uma certa forma e eu gosto disso. Adorei tudo que você falou e principalmente sobre os pontos positivos do livro. Espero ter a oportunidade de ler assim que eu tiver din din, porque a situação tá triste hahahha...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-eu-fico-loko.html

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda!
    A capa desse livro é muito amor! E a sinopse me chama muito a atenção.
    Quero muito conhecer a história de Ethel, só tenho lido críticas positivas sobre o livro.
    É gratificante ver como nossos autores estão ganhando espaço.
    Espero que a leitura me agrade tanto quanto lhe agradou.
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oii Amanda!

    Estou super com vontade de ler esse livro, porque a história parece super bacana e cheia de sentimento.
    E a capa também é muito amor <3

    Beijo
    http://resenhandosonhos.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Amanda! Tudo bem?

    Essa capa é muito linda! Olha, eu também tenho uma queda por livros que contém protagonistas que se encontram em alguma situação de saúde difícil. Essa doença da menina do livro é real? Nunca ouvi falar. É tão bom quando nos emocionamos tanto com uma obra né?!

    Beijos,

    Juliana Garcez |Livros e Flores

    ResponderExcluir
  9. Eu sou apaixonada por livros Sick-Lit, acho que eles sempre tem uma história emocionante. Quando conheci o trabalho da Simone, fiquei impressionada com a dedicação dela com esse livro, e apesar de ainda não ter conseguido ler a história, estou cada vez mais ansiosa pela leitura.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Amanda,
    Adorei a temática do livro, e pel que vi, ele tem tudo para ser um dos mais novos sucessoas nacionais. Adoraria que você fizesse um vídeo mostrando quais livros falam desses temas, ficaria nice! Beijos,
    www.entreleitores.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda,

    Primeiramente, achei a capa muito linda, esse livro parece ser muito emocionante, daqueles que nos fazem chorar e refletir.

    http://www.eucurtoliteratura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    MDs, fiquei APAIXONADA por esse livro! Preciso lê-lo urgentemente! <3
    Vou preparar meus lencinhos! Hahaha

    Beijos! :*

    http://dreams-books-love.blogspot.com.br/

    Ps: Grava o vídeo sim! ;)

    ResponderExcluir
  13. Oi minha linda <3

    Adorei a sua resenha, fiquei bastante curiosa para conhecê-lo. Deve ser um livro bem emocionante! Preparar os lencinhos, isso sim!! HAHHAHAH

    Beijos,
    http://www.procurei-em-sonhos.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Amanda, tudo bem? Essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro e a cada vez me dá mais vontade de ler. Parece ser uma história muito bonita e emocionante e que nos trás várias reflexões sobre a vida. Gosto muito de livros com esse tema de doenças e esse deve realmente nos fazer chorar.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Oi Amanda, que livro é esse? Gente estou apaixonada por essa premissa, ela não sente nenhuma dor? Deve ser muito emocionante a leitura. E essa capa está uma gracinha! Estou totalmente conquistada pela leitura! Espero ter a oportunidade de ler ele um dia :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Amanda!

    Fiquei muito curiosa para ler esse livro da Simone (seria o primeiro nacional da minha lista), ela falou comigo no skoob e me interessei por ele. Parece ser uma história emocionante, mesmo! Espero poder ler logo. O que você contou sobre a protagonista ter uma doença que a incapacita de sentir dor me conquistou, e quero saber mais sobre a narrativa e toda a evolução do romance. Parabéns pela resenha! Beijos

    http://litteraturamundi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, Amanda.

    Eu até fiquei curiosa com a leitura, mas estou numa fase de minha vida que fugindo de livros com mortes, porque pela leitura da resenha sei que alguém morre. Vou anotar aqui e em uma outra fase quem sabe não leio. Parabéns pela resenha, ficou muito boa.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books // Participe: Top Comentarista

    ResponderExcluir
  18. Oi!!!
    Gostei muito da resenha. Só li elogios até agora para esse livro. Mas confesso que não sei se consigo lê-lo. Evito livro sobre pessoas doentes, pois me trazem lembranças amargas de casos que já tive na família!
    Mas fico feliz que tenha gostado da história e espero ler outros dessa autora.

    Bjs

    www.cladassombras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oiii, nossa eu não sabia o que realmente se tratava o livro, achava que era só mais um romance bem ruim, mas agora vendo sua resenha eu estava totalmente enganado, kkk, eu também não sabia que existia essa doença, essa escritora deve ser uma jovem prodigia, adorei a ideia da autora de colocar uma doença no meio da trama

    Dá Uma Passadinha Por Lá: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Amanda, tudo bem?

    Confesso que esse livro já estava na minha lista de próximas leituras, e lendo sua resenha só me fez ter mais vontade de ler ele, e alias parabéns pela resenha e blog, adorei os dois :D

    abs,

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Bom, eu confesso que não sou um dos maiores fãs de sick-lit, porém essa doença começou a chamar muita a minha atenção desde que assisti um episódio de House M.D. que falava sobre ela, então talvez eu chegue a ler esse livro algum dia.

    E como assim essa capa é de um livro da NS? Achei incrivelmente linda e a NS normalmente faz umas capas meio "bleah".

    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Aiii! Essa história parece realmente muito emocionante, Amanda!
    Desde das doenças com o fato da pessoa não sentir dor. É o sofrimento que não pode ser sentido. Desesperante, talvez?
    Gostei demais da capa e da autora. Livro me chamou muito a atenção!

    Beijos literais,
    Luiz Henrique (Luke)
    instanteliteral.com

    ResponderExcluir
  23. Oie.

    Não li o livro e sua resenha é a primeira que vejo.
    O livro me pareceu muito emocionante e espero ler e conhecer mais sobre a trama e suas dores

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  24. Oie Amanda! ^^
    Faz o vidéo, sou uma pessoa qe lê muito sick lit e vou gostar de pegar algumas dicas como a desse Livro! Tenho a sensação que sempre depois que leio um Livro que trata sobre um assunto como esse, consigo refletir melhor sobre algumas coisas queas vezes não entendemos!
    Já leu A Mais Pura Verdade!? Acho que Você vai amar! <3

    Beijooos e até logo! :D
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir