Eu estive aqui por Gayle Forman

13:38

Hey pessoal, tudo bem? Estou de volta com mais uma resenha do livro que fala sobre suicídio, Eu estive aqui foi escrito pela Gayle Forman, é o primeiro livro da autora publicado pela Editora Arqueiro, todos já conhecem os livros da autora como Se eu Ficar e Apenas um dia que foram publicados pela Novo Conceito. Fiquei muito feliz que a Arqueiro deu a novidade do lançamento do livro da Gayle Forman e já entrei na expectativa sobre a história. 


Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.
Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.
Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.


Cody é melhor amiga de Meg, as duas se conheceram no Jardim de Infância e foram melhores amigas desde então, Cody mora com sua mãe que não vê ela como sua mãe, desde criança a Cody já passou muitos momentos com pais e irmão de Meg. Antes que a Meg já estava decidida, ela havia programado um e-mail para mandar para Cody e algumas pessoas e Cody tinha pensado que era uma brincadeira dela, mas tudo virou um pesadelo depois que Meg se matou.
A Cascades é a prestigiosa faculdade particular que a Meg ganhou bolsa integral, ela morava fora com campus em uma casa que dividia com outros alunos e os pais de dela queriam que Cody fosse ir lá arrumar as coisas de Meg para trazer de volta. 

Cody vai dar uma volta na balada com Richard que foi amigo de Meg, na balada ele conta que ela era obcecada pelo guitarrista Ben McCallister, Cody acredita que Ben tinha acabado com a vida de Meg. Cody começa ficar furiosa, porque Meg não contava tudo o que acontecia da nova vida dela? Era isso que Cody queria saber. Nem todas as amizades verdadeiras precisam saber dos segredos de uma da outra.
Depois que limpar o quarto de Meg, os pais de Meg deram o computador dela para Cody, ali ela começa a investigação porque ela se matou, ela viu que Meg limpou o histórico do navegador, mas não esvaziou o cache, o Harry é um garoto nerd que mexe em computador que mora na mesma casa que Meg morava, Harry começa ajudar Cody para abrir pasta protegida, ir a todos os sites que ela entrou. 
Cody recebe ajuda de Ben que não sabia que Meg havia se matado e ali ela conhece a história da amizade entre os dois, Cody começa uma investigação em um site, afinal, o que esse site levou a Meg se matar?

Achei incrível de como a Gayle aborta vários temas em seus livros para mexer conosco, vida após a morte de Se eu Ficar, o reencontro de Para onde ela foi, suicida em Eu estive aqui. O final da história me trouxe emoção que me deu vontade de chorar e abraçar a Cody pela vida que ela tinha, sua mãe não é como uma mãe para ela, perdeu sua melhor amiga e trabalha como doméstica, ela recebe carinho pela família de Meg que já é bom. 
O começo e durante a investigação do computador de Meg, percebi que autora construiu muito bem a história em cada detalhe para nos deixar curioso pelo final, aconteceu que indo buscar a verdade a Gayle não foi mais profundo buscando mais mistério para nos surpreender quando Cody foi descobrir a verdade, realmente ela descobriu toda a verdade foi algo simples, não foi uma coisa que me deixou com queixo caído, mas por outro lado a Gayle respondeu toda nossa dúvida e foi ligando os pontos sobre o que Meg havia feito. A história só causou dor de perda para Cody e pais de Meg, tristeza e raiva, será que Meg não pensou da dor que sua melhor amiga e seus pais iriam sentir? Não foi apenas uma história, era uma história que mostra a dor das pessoas quando uma pessoa se mata, mostra que realmente existe segredos entre melhores amigas, e o motivo que leva a pessoa se matar, foi algo que Gayle construiu  mostrando a dor, segredos, melhores amigas e suicídio, essa foi a ideia que me surpreendeu.


















No final do livro tem a Nota da autora, ali a Gayle conta que ela escreveu artigo sobre suicida que entrevistou amigos e familiares, algumas pessoas contaram sobre uma jovem que havia se matado e essa jovem não saia da cabeça de Gayle depois que foi conhecendo o que ela se passou, ali pela inspiração da jovem veio a ideia de Meg e depois da Cody.

Já leram livros que também fala sobre suicídio? Espero que tenham gostado, fiquem com Deus!
Acompanhe nas redes sociais 









Veja Também

0 comentários